Arquivos de tags: LFS

LFS: FIM!

O resto do processo da instalação ocorreu sem problemas. A configuração do kernel é bastante simples, com uma ajuda que de fato é útil.

Acabei configurando o Grub do meu ArchLinux mesmo ao invés de instalá-lo novamente e então veio o momento mais emocionante de todo o processo, vai dar boot ou não vai?

Felizmente ocorreu tudo sem problemas e consegui dar boot no bichinho.

Publicidade

LFS: E a saga continua…

Fiquei um bom tempo sem nem mexer nele, seria mais fácil automatizar a compilação. Uma hora cansa ficar no ‘tar -xf ficheiro.tar.gz’, ‘make && make install’. Estou na instalação do último pacote, o vim. Agora faltam algumas configurações e a instalação do kernel em si.

DDUH, parte 4

Depois de instalado o sistema temporário, nós temos que ‘chrootar’ na partição do LFS. Não se esqueça de fazer isso toda vez que desligar o computador, fechar o bash ou qualquer coisa do tipo.

O processo é bastante simples, embora os primeiros pacotes demorem um bom tempo para compilar (gcc e glibc).

Na verdade estou entediado com esse projeto, teria me dado mal se o tivesse deixado para as férias. Espero que pelo menos a configuração/compilação do kernel seja mais divertida.

Diário de um hacker, parte 3

O primeiro passo depois de baixar os pacotes é montar um sistema temporário que será usado para a compilação do LFS de fato. Esse processo é bastante simples, mas demora um bom tempo.

Quando for seguir as instruções para instalar um pacote, tenha em mente que você deve estar no diretório criado após a extração dos arquivos. Por exemplo:

tar -xvzf bash-3.2.tar.gz
cd bash-3.2

Outro detalhe importante é apagar o diretório que foi usado para a compilação e os sources. Alguns dos pacotes pedem que sejam compilados em diretórios diferentes daqueles do código fonte, então, no gcc, por exemplo, após a compilação e a instalação, você deverá rodar:

make install
cd ..
rm -rf gcc-build gcc-4.1.2

Diário de um hacker, parte 2

Estou no meio de um domingo entediante, então já vou adiantar pelo menos uma coisa ou outra do meu LFS. O backup do meu /home já está feito, então vamos nessa.

Primeiro, pegamos o livro, em html de preferência, se der qualquer coisa errada podemos acessá-lo usando o lynx, links, elinks ou qualquer outro browser de texto. É bom que se tenha algum conhecimento de inglês para poder seguir o livro e experiência prévia com atividades menos comuns do Linux, como criar partições, etc.

O primeiro capítulo é sobre mais informações do projeto em si, mas vale a pena dar uma lida também. Então começamos criando a partição e montando-a. Nenhuma complicação por enquanto, hora de pegar os sources.

Dica: crie um arquivo de texto com as urls dos arquivos a serem baixados:

http://ftp.gnu.org/gnu/coreutils/coreutils-6.9.tar.bz2
http://ftp.gnu.org/gnu/dejagnu/dejagnu-1.4.4.tar.gz
http://ftp.gnu.org/gnu/diffutils/diffutils-2.8.1.tar.gz
...

salve como /mnt/lfs/source/downloadlist, ou coisa do tipo e rode wget -i downloadlist.