Screen

Podemos pensar no screen como o mais primitivo gerenciador de janelas. Bom, na verdade nem gerenciador de janelas ele é, mas sim uma forma de ter inúmeros shells dentro de um único console.

Provavelmente já há um pacote pré-compilado para sua distribuição, então basta instalá-lo. No Archlinux, a distribuição que uso, o comando é:

pacman -Sy screen

Embora no fim do artigo vou disponibilizar meu ~/.screenrc, não entrarei em muitos detalhes com relação à configuração dele, já que não mexi muito nas configurações ainda. Além disso, sua distribuição provavelmente já terá algumas configurações padrões disponibilizadas em /etc/screenrc.

Enfim, hora de iniciar o screen.

screen

Provavelmente você não notará grande diferença, a não ser que você já tenha alterado alguma configuração. Os comando são dados de uma forma parecida com o emacs: primeiro você digita C-a (control + a) e depois outra tecla. Então vamos rodar nosso primeiro comando:

C-a c

Você acabou de criar uma nova sessão do shell que você usa (mnemonic: você cria uma janela). Digite

echo "Segunda janela"

Isso é apenas para ficar mais claro em qual janela você está nessa demonstração. Você não precisa fazer isso, ainda mais depois que você tiver “abas” mostrando qual sessão está ativa.

Para mudar entre elas (as sessões), digite:

C-a n ou
C-a p

Assim você irá para a próxima (next) ou a anterior (previous). Outro jeito é digitar:

C-a "

O que mostrará uma lista com as “janelas” abertas. Basta selecionar a desejada e apertar enter. Mas apenas pelo número fica difícil saber, certo? Então digite

C-a A

e poderá dar nome à sessão aberta. Outra coisa interessante sobre o screen: se você estiver no xterm, mas por um motivo qualquer, você tem que fechar o X. Digite

C-a d

e o screen será destacado. Para voltar a usá-lo, digite no shell

screen -r

e você voltará ao screen no estado em que estava antes (lembrando que programas que estavam sendo executados, continuam sendo executados).

Se você tiver curiosidade sobre outros comandos ou esqueceu-se de como se faz alguma coisa, pode chamar a ajuda com

C-a ?

só não se esqueça que todos os comandos começam com Control + a. Caso você tenha se interessado pelo jeito como o screen funciona, depois de uma olhada no ratpoison, a mesma coisa, mas para o X, e funciona com todos os seus programas do X.

Para sair você pode ou digitar:

exit

em todos os shells ou digitar:

C-a \

que irá perguntar se você quer mesmo sair do screen. Se você simplesmente fechar o terminal que você usa pelo X, o screen continuará rodando, como se você tivesse o destacado.

Esse .screenrc permite que você veja qual janela do screen está aberta através de ‘abas’ que serão mostradas na parte inferior da tela.

.screenrc

Publicidade

Uma resposta para “Screen

  1. Pingback: Linux: Programas para o console « Aletéia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: